ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

17 de outubro de 2012

Queria escrever-te versos.

Queria escrever-te um poema
um daqueles que fala de amor
puro, ingênuo como o anjo que és
tocou o coração desse poeta errante
és a magia que dá um colorido a vida...

Mas os versos se calam em mim
meu pecado é maior, fui além da fé
desejei-te mais do que em poesia
profanei teu altar, quando em sonho
roubei-te um beijo com ardor

Em minhas fantasias amo-te
amar o proibido fascina-me
és o meu proibido, intocável
ouso então roubar-te no meu querer
ergo minhas mãos até você sem alcança-lo...

Então meu querer machuca
minha alma aflita e desejosa
mas como não querer-te anjo?
Tão belo de olhos verdes esmeralda
com apele de Orfeu, como não deseja-lo?

Queria escrever-te um poema...










Nenhum comentário:

Postar um comentário