ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

4 de agosto de 2012

Anjo da paixão

Na sinfonia de minha vida
todas as notas eram de tristeza
melodias da dor de minha alma

Dedilhava toda a solidão
nas cordas finas do coração
nos olhos eram acordes melancólicos

Mas, ainda olhava para o futuro
tentando escutar uma nova canção
a composição de minhas emoções

Então surgiu você, um anjo apaixonado
que como colibri voa livre pela vida
se fez a nova canção e versos em meu universo

Posso agora bailar o som das cores
os versos dos grandes amores
e sentir a transformação da alma

orquestrada pelo universo que nos uniu...










Nenhum comentário:

Postar um comentário