ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

24 de julho de 2012

PRAZER.



Navego nas curvas do teu corpo
me perco por entre teus espaços
degusto teu desejo sabor de mel
embarco nos versos do prazer
e juntos ancoramos num porto chamado êxtase...


Nenhum comentário:

Postar um comentário