ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

28 de junho de 2012

UTOPIA DE AMOR.

Vou beijar-te, como a lua beija o mar,
pois meu amor é tão intenso quanto à noite na floresta,
tão forte como o tempo e o infinito, sem reservas...
Tomou meu coração, como Julieta o de Romeu,
talvez sejamos eles, em outra dimensão,
ultrapassamos a fronteira dos sonhos,
revivemos esse amor em nossa própria era,
Encontramo-nos no caminho dos deuses,
sentimos aflorar a paixão dos versos em nossos corpos,
num encontro marcado pelo lirismo dos poetas,
formamos nossa poesia e canção sem métrica,
apenas com a rima de nossas almas em junção...


Nenhum comentário:

Postar um comentário