ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

24 de junho de 2012

O SILÊNCIO.

O silêncio,anuncia o adeus,
restando apenas o sopro do vento,
na noite fria de lua cheia...

O silêncio mascara a dor,
de não saber o que falar,
assim como chegou, vais partir...

O silêncio é a alma que chorra,
como o Pierrô apaixonado,
na canção solitária de inverno...

O silêncio se torna absoluto
tão cruel e severo que machuca,
deixando a cicatriz sem cura...

O silêncio pede para ficar,
e nos olhos a solidão lagrimeja,
até um novo amanhecer...



Nenhum comentário:

Postar um comentário