ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

21 de junho de 2012

Leveza.

Sorriso ao vento,
cada um ao seu tempo,
coração leve,
poesia no ar
Estou a dançar...

Um comentário: