ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

28 de junho de 2011

A POESIA EM MIM.


Quando o frio toca minha face serena
É como um beijo da poesia me acordando
Para criar os mais belos versos de amor
Deixo-a entrar fundo em meu ser

Sinto a cachoeira dos sonhos me invadirem
O prazer dos versos toma conta de mim
Então sou o poema com asas que voa livre
Sinto o vento tocar minha pele em liberdade

Meus versos alegres repletos de luz
Traduzem meu espírito enamorado
Elaborando frases de paixão e desejo
Fecho os olhos e sinto a poesia surgindo em mim...


Nenhum comentário:

Postar um comentário