ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

15 de março de 2011

FAZ TEMPO. (DUETO COM FABIO MOTTA)

Faz tempo que deixei de te ouvir.
Quase sempre, ouço à nossa canção,
E nem sempre sei para onde ir...

Faz tempo que à tua saudade era de verdade.
Que a tua boca não inventava palavras.
E que o teu olhar, sorria sem maldade.                    

Faz tempo que o teu barco partiu.
E contigo à bordo, meu vicío levou...
Em busca de um cais ele seguiu.

Faz tempo que eu quero esquecer-te,
E não mais pensar em ti todas as manhãs.
E enfim, perder essa mania de querer- te.

                                FÁBIO MOTTA.


Faz tempo que você me ensinou o amor
Mas eu me calei diante da grandeza desse amor
Nossa música favorita não mais tocou

Faz tempo que minha boca falava verdades
A única mentira foi dizer que deixei de te amar
Não quero que me esqueças, serei seu vicio

Faz tempo que tento, mas não consigo
Deixar de te querer, apenas fui tola
Não mais vou me esconder por medo

Faz tempo que estou criando coragem
Para te pedir perdão e que me aceites novamente
Pois te amar é a única razão de meu existir...
                             ANGELA SOUZA.



Nenhum comentário:

Postar um comentário