ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

7 de fevereiro de 2011

TRANSTORNO DE UM SER.


Maldito som que triste toca em minha mente
Sempre as mesmas palavras vazias sem cor

Angustia-me o poço fundo da tristeza
Melancolia... Depressão ou confusão?

Como lutar com tamanha insensatez
Gritando dentro do meu ser?

Lágrimas lavam minha face
O monstro desperta dentro de mim

Como um trem descarrilado
Minhas emoções vivem em conflito

Hoje sou a luz, que amanhã é escuridão
A noite que virou dia, o sol que logo já é lua...

Fico a vaguear pelas esquinas de minha vida
Espreitando as ruas escuras da alma sem cor

Escondida no porão de meu ser
Sinto o mofo tomar conta do meu espírito aflito

Estou cansada dessa luta sem fim
Minha identidade eu perdi no tempo da dor

Meu encontro comigo são nos versos tristes
Da poesia tirada do fundo de um coração sofrido....


Nenhum comentário:

Postar um comentário