ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

12 de fevereiro de 2011

SOLIDÃO A DOIS.


Lágrimas molham as ruas desertas de meu coração
Você me deixou novamente sozinha em meio a angustia e solidão

Em meus pensamentos te procuro, mas você não se dá conta que me afasta
Sempre que te ausentas de mim, ficam só as lembranças de nós dois

Fico diante de meus sentimentos, sem respostas a minha alma
Que procura entender o que acontece com o amor que afirmas ter

Como pode me amar e ao mesmo tempo se afastar
Deixando tanto a desejar e me forçando a sofrer a ausência de carinho

Aos poucos o amor se esvanece e vai chegando ao fim
Resta apenas um suspiro de paixão que está se apagando

Eu já não consigo mais me entregar como antes
Acostumei com o silêncio de meu corpo

Agora sinto que tudo está chegando ao fim
Cansei de sentir o vazio de um sábado à noite

Minhas lágrimas são uma expressão de minha decisão
De não querer mais estar no labirinto da solidão

Então apenas digo que se vá como sempre foi
E não me deixe mais a esperar...


Nenhum comentário:

Postar um comentário