ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

22 de fevereiro de 2011

SAINDO DAS TREVAS.


Quero gritar que te amo
As palavras nascem dentro de mim
Mas as trevas ainda existem
Calando os sentimentos

Olho-te nos olhos, tão doce teu amor
Beijo-te carinhosamente e nada falo
Minhas mãos em teu corpo macio
Diante do silêncio dos meus lábios

Sentimentos confusos em mim
Trazem a dor do espírito aflito
Que no tempo calou o coração
Vozes em meu interior murmuram

Pontilhando emoções sigo
Aceito seu amor que me salvará
Abro os olhos da alma e sinto
Então levemente te falo que te amo...

Nenhum comentário:

Postar um comentário