ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

12 de janeiro de 2011

SOZINHO.


Solidão ( 07/08/2003)
Vivo só
Mesmo em grupo , vivo só
Sozinho num mundo amargurado
Buscando me encontrar
Procurando uma razão de ser e de viver
As pessoas sorriem, eu lamento
As pessoas vivem, eu lamento
Lamento a solidão
A frieza de uma paixão
Talvez a dor maior seja esta: Não amar
Talvez a solidão seja apenas uma fuga
A fuga de uma verdade fugidia
Busco no silencio dos meus pensamentos
Encontrar respostas para a vida
QUem sou? Vivo? AMo? Sofro? Lamento?
Não sei
Na verdade apenas fujo de minha verdade
Tento ocultá-la com minha solidão
Minha verdade?
Talvez não queira descobrir
Talvez tema não ser capaz de vencê-la
Caminho.... Qual direção??
Corro... Para onde?
Procuro... O quê?
Na ânsia de quere viver, encontrar, vivenciar a felicidade
Encontro-me só...
Quem sabe no despertará a luz
Mostrará o caminho, a saída, a solução
Vivo...
Vivo só...
Vivo!!!!
Só!!!   
          Paulo Salazar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário