ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

4 de janeiro de 2011

ESPELHO DE MINHA ALMA.

Estou diante de mim mesma
tentando encontrar a resposta
da solidão cruel e mortifera
sinto o vazio da alma...

Atrofiei meus pensamentos
de tanto lamentar e nada ver
apenas me deixar sofrer por você
não existe mais sol, nem estrelas...

Tudo se transformou em cinzas
de um passado tão presente
que chega a rasgar minha alma
que loucamente insiste em te amar...

Meu espelho reflete alguém que desconheço
que respira desilusão e sangra no peito
um reflexo obscuro e totalmente sem brilho
perdi a alegria dos belos dias...

A mulher forte e com garra tornou-se frágil
fraca sem forças para lutar contra a dor
se meu espelho falasse diria quantas noites sem sono
banhadas em pura lágrimas e mostraria um espírito abatido...

Tudo que me vem a cabeça é um querer
demente que não aceita seu não,
nem entende o porque de tudo que sofro
me agarro em promessas vazias sem nexo...

Você não soube amar com sinceridade..
Agora me resta rasgar a saudade
queimar as lembranças e voltar a sorrir
quem sabe ...Quem sabe eu aprenda a viver sem você...




Um comentário: