ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

3 de dezembro de 2010

Um desejo incontrolável.

Sinto suas mãos em meu corpo, afago da alma
estremeço de prazer insano nesse deleite
meu ser umedece de desejo e gozo num fogo
ardente de paixão...
Minhas mãos tocam cada centímetro seu
te encontrando nesse fogo de amor
sua boca explora meu corpo branco como neve
misturamos nossas cores nesse arco-ires de prazer
te sinto fundo dentro de minhas entranhas
te sentir me dá um prazer dos sonhos
de todos os mortais, que só nos podemos ter
pois nosso amor vai além de fronteiras e limites,
meu maior deleite é saber que em seus braços me realizo
em seu corpo deliro de prazer sensual e seu cheiro movimenta todas
minhas terminações nervosas...
Se repito minhas palavras é porque me faltam letras
para descrever meu desejo incontrolável por você...

Nenhum comentário:

Postar um comentário