ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

24 de novembro de 2010

Fragrâncias de teu ser.

De repente meu desejo insano
levou-me até você com seu cheiro
de amêndoas e sua pele de avelã
anseio todo seu corpo em mim


Seu cheiro me domina e desperta
como uma fêmea no cio te desejo
beijar-te por fora e sentir-te por dentro
sorver toda tua saliva e me deliciar

Desejo ter sua boca em minha nuca
me arrepiar de prazer e esquecer tudo
deixar minha pele sobre a sua suada
escorregar de prazer, delirar...

Nossos corpos ardentes, numa entrega total
criando uma cicatriz rubro do fogo que queima,
nas chamas desse amor e paixão enlouqueço
estremeço e adoeço de tanto te amar...

Minha cura é você aqui comigo
suas mãos deslizando em cada centímetro meu
descobrindo segredos secretos de meu ser mulher
nessa descoberta me entrego a você, num gozo total...



Nossas almas despidas...
nossas bocas unidas....
Gemidos de prazer....








Nenhum comentário:

Postar um comentário