ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

9 de novembro de 2010

AMO QUINTANA.

DO AMOROSO ESQUECIMENTO
Eu, agora - que desfecho!
Já nem penso mais em ti...
Mas será que nunca deixo
De lembrar que te esqueci?
Mário Quintana

DAS UTOPIAS
Se as coisas são inatingíveis... ora!
Não é motivo para não querê-las...
Que tristes os caminhos, se não fora
A presença distante das estrelas!
Mário Quintana

A arte de viver é simplesmente a arte de conviver ... simplesmente, disse eu? Mas como é difícil!
Mário Quintana
     



Nenhum comentário:

Postar um comentário