ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

17 de outubro de 2010

O TEMPO PASSOU...

O tempo passou
surgiram as rugas
os sonhos me deixaram
o relógio andou
as crianças se foram
o amor partiu
meus livros velhos
como eu ficaram
companheiros da solidão
com a minha sinfonia predileta                            
voltar não posso
mas viver ainda vale a pena
com a dor da angustia
solitária em minha alcova
derramo minhas lágrimas
no som de Callas
na opera da minha existência
saudade dos tempos de
plenos e vigorosos
mágicos do acreditar
há maldito relógio
que não para de avançar...
ANGELA SOUZA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário