ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

11 de outubro de 2010

Lágrimas.

Escrevo com lágrimas
a tinta escorre no papel
manchando de negro
meus desejos amorteceram
a dor corroei em minha
e de repente a solidão
está me esmagando
corro aflita de angustia
alma doida  e alucinada...
Estou aqui escrevendo
com dor, nesse momento
profundo e escuro de minha vida.
onde o nada é senhor absoluto
do meu tempo, busco nos
versos, encontrar a sobriedade da alma...

Nenhum comentário:

Postar um comentário