ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

22 de outubro de 2010

Delírios de dor.

 




Renovada a minha dor                                              
em versos eu choro
a angustiada loucura
aproximo meu ser
do mais escuro,
de minha boca saem gemidos,
de um ser mumificado
no tempo  onde tudo
o que restou foi saudade
do amor que na terra se perdeu
e ao pó se fundiu, tornando-se um só,
o vento da saudade trás de volta
e minha dor é renovada
tão forte que  da prazer
te sentir ao meu lado novamente
é sobrenatural e descomunal
fenomenal...
                                                                

       ANGELA SOUZA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário