ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

26 de setembro de 2010

Valsa da vida.

Meu corpo dança ao luar no som
da mais bela orquestra me levando ao ar,
como flutuando em notas suaves,
rodopio no salão da vida, sentindo a leveza do amor...
Vida encantada em belos sonhos coloridos
nos braços profundo da paixão.
Danço a grandeza dos sentimentos
e entrego a eles minha alma, leve e limpa
sem dor ou tristeza, simplesmente
com o ardor do amor pela vida...
Valsa de sonhos e orquestra de luzes...




Nenhum comentário:

Postar um comentário