ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

29 de setembro de 2010

secreto.

A ultima gota de vinho tinto
tão vermelho, como a cor da paixão,
a taça borrada do batom
e os cabelos ruivos
que caíram no chão, seriam
as lembranças do final
de um romance secreto,
ali os mistérios reinavam
e os desejos eram sombrios
com suplicas de dor e gemidos
no castelo de um mago do amor
acorrentados no momento
sem poder ter a liberdade,
dos seres vivos e amantes,
sentiam a dor da total solidão
no mundo onde jazia o prazer
o pecado era esse amor e os
gemidos sentidos denunciavam
que o momento seguia seu ritmo...
Mas agora eram lembranças
de um abraço e beijos com ardor
o desejo que se calou, no momento
que tudo se denunciou...









Nenhum comentário:

Postar um comentário