ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

22 de setembro de 2010

Lembranças.

Folhas amareladas pelo tempo
da velha agenda guardada
na gaveta da cômoda antiga
continham pedaços de meu ser
embalsamado pela lembrança
de outrora, quando pulava
pelos campos em flor,sentindo alegria
agora distante de tudo e todos
recordo com saudades evasivas
pois os anos passaram e muitos se foram
partiram com dor e lágrimas
e eu fiquei aqui sentindo as eras
que não voltam mais, como um cavaleiro errante
em busca de seus moinhos de vento
assim o vento vaga em mim
sou o tempo que não volta
as eras que passaram rápido de mais
sou as folhas da agenda
já nem sinto mais a vida
só as lembranças queridas
que estão ali dentro da velha cômoda...








Nenhum comentário:

Postar um comentário