ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

3 de setembro de 2010

Gaivota.

Triste a gaivota sai a voar solitária...
Em seu olhos vê pessoas correndo em seus sonhos
vê casais com seus amores...
Ela ali tão sozinha a chorar, suas dores a consomem...
O céu azul radiante e só vai seguindo seu rasante...
Como poderia ela deixar de sofrer...
Buscava as respostas, sem encontrar...
Voltou-se ao horizonte e lá bem longe
viu o brilho do sol, tentou alcançar
voou incansável, mas não consegui
o cansaço a dominou, perdeu suas forças
de lutar desistiu...
Angustiada lutou até o final, mas sua vida partiu...
Nem sempre obtemos respostas para todas as coisas...
Nem sempre conseguimos vencer, sozinhos...
Mas sempre precisamos continuar lutando,
Até o grande final... Como a triste gaivota...


Nenhum comentário:

Postar um comentário