ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

19 de setembro de 2010

Ciúme.

De repente uma pontada,
meu peito ardeu em chamas,
um sentimento desconhecido
apareceu...

Meu corpo paralisou
minha boca secou
tremi por dentro,
Quando vi outro alguém...

Dor fatal, quase letal,
não entendi, fiquei cega,
você quis explicar,
não te deixei falar...

O ciúme foi meu mal
carrasco implacável
fechei a mente, me enganei,
e sem querer você afastei...


Nenhum comentário:

Postar um comentário