ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

18 de agosto de 2010

Mudança.

Árvores solitárias
deixam sombras negras
tornando-se profundo
o vazio que habita
os que não sabem amar.

Mas na valsa da vida
clareamos com amor
deixa-me criar você
na felicidade natural.

Dos nossos sentimentos
com o verde de árvores
alegres e esperançosas
renovando a vida, que há em nós...

Que o negro da sombra
triste da solidão
de lugar aos frutos
da alegria, do nosso amor...

Nenhum comentário:

Postar um comentário