ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

22 de agosto de 2010

Busco...

Pedaços da noite caem
como poeiras ao vento
sobre meu ser, solitário
que vaga nas ruas, errante
como um bandido a espreita,
eu vago a espreita de mim mesma
quisera saber onde ando no vale
da vida, sem sombras negras...
Meus passos lentos invadem
a noite lírica dos sonhos,
com pétalas de uma rosa sem cor
na busca da pérola negra, tão rara
em forma de amor...Amor dos morros com
ventos que uivam, com lobos vorazes,
amor com cheiro da terra molhada pela chuva,
amor com som de canção de ninar e perfume doce
de jasmím, num jardim repleto de flores...
Minha busca continua, na noite escura,fria...
A lua cheia...Passos lentos...Lobos vorazes...
Pérolas negras...Minha alma ainda escura...
Segue rastros desse amor...Tudo continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário