ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

22 de julho de 2010

Versos alucinados.

Alucinadas as palavras surgem
nesse ser demente e eloquente
elucidando versos,trazendo prosas
loucamente em versos delirantes
de amores não contidos e como
um piano com notas musicais
vibrantes toca sem cessar
versos soltos no ar,poesia
sem parar,a mente a desabrochar
pensamentos a encantar,mesmo
na ausência de amar..

Nenhum comentário:

Postar um comentário