ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

16 de julho de 2010

Como grãos areia
na imensidão do mar
ela estava só.

Nenhum comentário:

Postar um comentário