ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

30 de julho de 2010

Manto Negro.

Manto negro cobre a noite densa,
ruas largas escuras e vazias,
culpados e inocentes vagam
como aprendizes da vida que levam.
Lixo preenchem o largo das esquinas.
E nas mentes,entulho de coisas inúteis,
putrificação de almas vazias,
buscas inúteis por coisas vãs,
na tela da tv,pessoas fingindo
amores,sofrer e fantasiando a verdade,
a realidade da dura vida de muitos.
Pobres vidas labutam a noite em busca
de alimento,enquanto outros esbanjam
nas belas casa,desfazendo da beleza
de cada ser,colocando muitos como coisas
sem valor,só por não terem os mesmos prazeres.
Dormem moribundos em viadutos,frio a doer,
fome a cada anoitecer,labutam seus pensamentos
para não se deixarem morrer,por muitos indignos
da beleza,por não terem escolhas talvez,são seres que vagam
com suas estórias de vida,nas injustiças do nosso viver...
Manto negro da noite ou das mentes?

Nenhum comentário:

Postar um comentário