ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

31 de julho de 2010

Infinito Amor.

Esse amor infinito, tão distante
Intocável com as mãos do querer
Descrito em versos de poesias
Tocando-te com a alma perfumada.


Em pensamento esse amor me
Transporta até você,nas teclas
Tristes que minha mão desliza
Suavemente em um versejar

Tão distante dos meus olhos
E tão dentro do meu pensamento
E coração, como que gravado
Com o mais precioso metal

Quisera tocar-te agora
Sentir a suavidade de seus lábios
Apenas quimera do meu querer
Utopia desse amor infinito e longe..

Nenhum comentário:

Postar um comentário