ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

24 de julho de 2010

Espera.

Lá fora o vento sopra manso
folhas soltas se vão
outono em minha vida
pensamentos leves no ar
renascer a cada dia
desfrutar suas alegrias
vencer a dor amargurada
mesmo que chorando na madrugada
deixando passar o inverno
esperando a primavera
tão bela e encantada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário