ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

17 de julho de 2010

De repente.

De repente mudou o som
da voz de meu interior
o coração cansado ficou
e se calou no tempo

De repente tudo mudou
as flores murcharam
e o tempo passou
depressa como o vento

De repente senti frio
sem teu calor aqui
com meu eu perdida

De repente me vi só
sufoquei a dor e
simplesmente chorei...

Nenhum comentário:

Postar um comentário