ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

25 de junho de 2010

Sem inspiração.

Busquei palavras pra desenhar
os sonhos,não vejo mais as imagens
e as letras se confundem
os pensamentos tão distantes
outrora flutuantes,tão constantes
agora desaparecem como uma folha ao vento
fica só o meu lamento,de no papel não pode pintar
cores e flores com versos de meus amores
Solidão não me abandonou,como versos e canções
letras de um poeta a clamar...
Hoje sem inspiração...

Nenhum comentário:

Postar um comentário