ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

3 de abril de 2010

Quem pensas que és para chegares assim
tão derrepente ,que me deixou desnorteada
tão fora de mim que nem me reconheço mais,
onde estou agora,quem sou, o que quero,nessa loucura
toda chamada vida...

Nenhum comentário:

Postar um comentário