ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

30 de março de 2010

Sentir.

Não sofro,apenas vago pela cidade como um fantasma a deliciar-me com
o leve toque do vento tão suave como tocar tua pele,apenas sinto tua boca
molhada como a chuva que agora caí sobre minha sombra na calçada escura,
sentir tua presença mesmo a distância faz com que delírios de loucura me invadam
feliz a insensatez de te sentir,insanidade talvez,toda paixão leva a loucura e sou um ser alucinado agora.....

Nenhum comentário:

Postar um comentário