ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

7 de janeiro de 2010

Saudade.

Saudade do tempo,que o tempo era só o tempo,
que tudo parcia tão fácil,tão atingivel...
Saudade do tempo,que as horas não assustavam por passar depressa,
que não viamos a hora de amanhacer e curtir cada segundo desse dia...
Saudade do tempo que nada era preocupação,só uma doce ilusão,de que o tempo
não passaria,as horas não correriam,as coisas não mudariam...
Ha que saudades,da minha infância querida...
Saudade só saudade...

Nenhum comentário:

Postar um comentário