ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

10 de novembro de 2009

Derrepente.

Derrepente as cores,são mais brilhantes
as flores mais coloridas,os sonhos mais doces.
Derrepente descobri você.
Derrepente tudo mudou e eu que pensei que
nunca virias...
Derrepente,tudo se transformou e o que ficou foi
somente você,dentro do meu coração.
Derrepente... a se derrepente tudo fosse mais que
apenas um simples derrepente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário