ESCREVER É UM VÍCIO QUE NÃO QUERO CURAR NUNCA.

26 de maio de 2016

     Dor de outono.

Por entre as noites de outono
perco-me em sonhos perdidos
naufragada em meu ser
deslizo por entre as lágrimas
percorrendo o íntimo da dor
a poesia sofrida da alma vazia
deixada a deriva do amor perdido
que no outono voltou a doer...

                      Angela Souza (26/05/2016)
                                             Imagem Google
                     




27 de janeiro de 2014

5 de outubro de 2013

Colibri.

Na manha cinzenta
um colibri pousou,
iluminado o fio de luz...

 Angela Souza. Imagem Google


8 de maio de 2013

SEDUÇÃO.







Seu toque
meu corpo
seu cheiro
minha pele
seu desejo
meu querer
seu beijo
minha boca
sua alma
desnuda
minha nua
seu toque
explosão...

texto Angela Souza Imagen Goggle.